ERASTO GURGEL BANHOS viveu intensa e alegremente de 1919 a 1991. Meus agradecimentos especiais à D. Odete (viúva) e aos filh@s Celia, Nice, Vavá e Eliton Banhos que, amorosamente, cederam material e depoimentos valiosos para o blog.
O blog é em homenagem à vida e à obra deste grande ser humano que há 20 anos foi brincar em outras paragens, à beira d'água. Viva o Palhaço Alecrim, Viva Erasto Banhos, sempre!!!

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Poeta Joãozinho Gomes homenageia palhaço Alecrim

A imagem pode conter: 1 pessoa
"Erasto Banhos, foi um Palhaço que fez muito sucesso em Belém nas décadas de 60/70, o Palhaço Alecrim. Alecrim alegrava crianças e adultos, em festas, programas de rádio e TV. Bem me lembro de ainda criança deleitar-me com as apresentações do Palhaço Alecrim, o que me levou definitivamente a admirar e profundamente respeitar esse artista do riso, o semideuses do bom-humor chamado Palhaço! E, não concordando com a infeliz comparação das mais diversas crueldades sociais, com a palhaçada, e menos ainda, com a comparação de canalhas malfeitores, com o Palhaço; escrevi essa letra para canção chamada de "O Sábio Brincalhão" a qual, alegremente dedico a minha amiga, Clara Vieira, que tem por esse nobre artista, o Palhaço, um imensurável carinho; e um incomparável respeito.

O SÁBIO BRINCALHÃO
Para Clara Vieira

Não compare Palhaço com ladrão
O Palhaço não é um malfeitor
O Palhaço é um sensível cidadão
Que se mostra no choro do Pierrot
Palhaçada é o forró do coração
Não a farra de um corruptor
O Palhaço é a risada da nação
O ladrão é o cretino que a roubou
Não se pinte de clown ou de bufão
Pra dizer que um patife o enganou
Pra mostrar grande indignação
E provar que um sujeito é impostor
O Palhaço é o nome da canção
Que o Gismonti ao piano preparou
Talvez como um pedido de perdão
Ao artista que o povo difamou...
Não compare Palhaço com ladrão
O Palhaço não é um infrator
O Palhaço é um sábio brincalhão
Semideus do sagrado bom-humor
Palhaçada é a grande diversão
Para o tanto que o mundo já chorou
Muito embora sorrir seja ilusão
A um rosto onde a graça terminou

Joãozinho Gomes
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1199394046820713&set=a.572037146223076.1073741828.100002503861380&type=3&theater
 

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Prêmio Carequinha para projeto "Secretária, traz um quilo de bombom!" do Grupo Palhaços Trovadores

Foto divulgação Palhaços Trovadores
O Grupo Palhaços Trovadores de Belém/PA foi contemplado no  Edital Prêmio Funarte Caixa Carequinha de Estímulo ao Circo com o projeto "Secretária, traz um quilo de bombom!". A notícia foi dada por Marton Maués em seu facebook:


queridos amigos, estamos felizes pois fomos um dos contemplados no edital carequinha, da funarte. com isso, vamos poder reapresentar um dos nossos mais significativos trabalhos, que faz uma homenagem ao palhaço alecrim e ao mágico chamon: Secretária, traz um quilo de bombom!

aguardem.
http://www.funarte.gov.br/wp-content/uploads/2014/05/Publicacao-Contemplados-Premio-Carequinha.pdf


Através deste edital, a Funarte pretende contribuir para a renovação ou manutenção da infraestrutura dos circos brasileiros, incentivar a montagem, renovação e circulação de números e espetáculos, além de promover a formação e fomentar a pesquisa. Ao todo, serão contemplados 200 projetos, de pessoas físicas e jurídicas de todo o país. Os prêmios variam de R$ 15 mil a R$ 150 mil e serão distribuídos nas seguintes categorias, conforme previsto no edital: Circos de Lona; Números; Espetáculos; Formação; Residência Artística; e Pesquisa.


Desejamos um ótimo espetáculo e agradecemos por mais esta homenagem ao nosso Palhaço Alecrim!!!

abraços fraternos,

Jonas Banhos


segunda-feira, 2 de junho de 2014

Palhaço Alecrim nas memórias de Sebastião Piani Godinho



DO GAROTO - Quem integra a minha geração, e hoje conta com mais de meio século de idade, deve se lembrar perfeitamente do Palhaço Alecrim que, juntamente com outro palhaço, o Nequinho, apresentava o Clube do Garoto, programa infantil de auditório, que marcou época na televisão paraense. Patrocinado pelo fabricante do guaraná Garoto, era exibido todas as tardes das 16 às 17 horas, salvo engano, de segunda a sexta-feira, no auditório da TV Marajoara, em Nazaré, onde hoje se acha uma escola particular. A dupla também se apresentava em eventos especiais, como a Vesperal Capri, cujo anúncio dou à estampa. Para os que não sabem, o nome completo do Alecrim era Erasto Gurgel Banhos, um cidadão paraense cuja memória é credora do nosso respeito. (Foto do Meu arquivo).



fonte:
https://www.facebook.com/sebastiaopiani.godinho?fref=photo
postagem de 1/06/201

quinta-feira, 27 de março de 2014

27 de março é o Dia Nacional do Circo: viva nosso Alecrim!!!!


No dia do circo, impossível não lembrar do Palhaço Alecrim, o primeiro da dinastia Banhos. Pai do meu pai. Que encheu a minha infância de boas lembranças e muito riso. Veio do circo, junto com minha avó, mas acabou ganhando fama e um programa de TV em Belém do Pará. Não deixou posses, mas deixou uma herança artística que marcou minha família pra sempre. Do que eu consigo lembrar, fora o guarda-roupa cheiroso, de ter que fazer silêncio se ele estivesse descansando e dos meus aniversários lotados de gente desconhecida tirando foto (dele) lembro feliz de nunca precisar disputá-lo com as outras crianças. Porque ele era meu.

Meg Banhos

fonte:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10201293013601010&set=a.4949512429268.1073741828.1642569204&type=1&theater

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Palhaço Alecrim é homenageado no Carnaval 2014 em Belém(PA)

 
Queria ter o dom de DEUS da ressurreição, infelizmente tal e qual todos nos mortais, sou limitado, ao ver o Arrastão da nossa Embaixada Pedreirense, agradeci à Deus o Dom divino de trabalhar junto com o povo, nesse, que é um dos mais emocionantes espetáculos, o desfile de carnaval, então percebi que este poder me foi dado por ele, mas de outra forma, na forma do que chamamos de ARTE, a mesma ARTE que usamos para falar da vida em uma avenida em desfile, e através deste poder, por apenas sessenta minutos, podemos trazer de volta o que quisermos, então de Fato pude sentir a força da arte, e se tenho nas mãos esta oportunidade, porque não trazer de volta a Alegria, engraçado, com a força artística podemos até brincar de ser Deus, então em nome da Alegria, vamos trazer de volta nesta curta fatia de tempo, alguém que para nós Paraenses marcou a infância, precursor dos programas de TV para crianças em nossa cidade, sempre chamando a sua secretária, para distribuir quilos de bom-bons, meio arlequim, meio palhaço, com um chapéu enorme e pontiagudo, ele estava lá, na tv tupi, todos os dias, prendendo a nossa atenção, enquanto aprendíamos a maravilhosa arte de viver, e infelizmente crescíamos, quero aproveitar a nossa ALEGRIA! ALEGRIA! para traze-lo de volta, e encher os corações, dos agora adultos, da mesma ternura que um dia, graças a Deus, todos nós paraenses de nascimento ou não, tivemos por causa dele, estamos te aguardando ALECRIM DA BEIRA - DÁGUA, temos um lugar especial para você, em um carro alegórico e em nossos paraenses corações infantis! REENCARNADO POR Christiano Cerqueira!
 




 Você veio meu querido, amado, respeitado, dono da nossa alegria de infância, quanto tempo não te via, pensei que não tinhas recebido nosso recado, a comunicação entre nós é precária as vezes, devido a distancia física, ...mas quando lembrei que se usasse o mesmo coração que tu nos ensinastes a usar seria mais rápido, só que nossa tecnologia também não tem o total conhecimento deste processo, quando você sentiu o chamado do nosso AMOR, sei que logo começou a se organizar para vir, preparamos uma avenida para recebe-lo, seu lugar no carro era só um detalhe, porque o lugar construído era mais aconchegante, o interior de centenas de corações reavivados pela centelha divina, ai palhaço, quando chegou a hora, sei que revisitastes tua terra e tal e qual nós, chorastes, convidamos alguém muito digno para recebe-lo, ele emprestou seu corpo e um bom pedaço de sua alma, até porque sua história passa bem pertinho da casa e do colégio dele, e já tinhas uma marca profunda lá, ainda deve se lembrar do quilo de bom-bom que deu a ele, da mesma forma que adoçou todos os nossos corações, desculpe por nossa escola não ser tão rica, mas demos o melhor de nós para fazer esta festa, e a enfeitamos com o que tínhamos de melhor: nossa ALEGRIA ALEGRIA! pedimos emprestado um samba de um bloco maravilhoso, que mora em uma passagem que já é Alegre na essência, e trouxemos para a Pedreira tentando justificar o titulo do bairro: ...do Samba e do Amor! ha sim! queríamos também agradecer por ter nos despertado, ter-nos feito ver o quão grandiosos somos quando queremos ser, e que temos uma comunidade viva, que pode ir longe e produzir espetáculos tão bons, quanto os de nossas escolas de samba-irmãs, não tínhamos ainda a dimensão de nossa força, e nos ajudou a te-la, por esta foto sua durante o desfile podemos perceber que você estava feliz, e isso nos basta, mesmo sendo pouco, perto dos anos de alegrias que nos destes pela TV, que agora é digital sabia? é!, mas você nunca precisou disso, era você mesmo independente de tecnologias avançadas, estamos já com saudades porque tens de voltar para a LUZ de onde viestes, mas agora já temos um pouco do domínio de como chama-lo , porque o aparelho foi inventado por você mesmo: Nossos Corações!


...MUITO OBRIGADO!!!
 

Claudio Rego de Miranda
Carnavalesco da Escola Embaixada do Samba Império Pedreirense



fonte:

Bar da Condor por Salomão Laredo

Neste post, o escritor paraense Salomão Laredo relembra o papel de relações públicas de Erasto Banhos no Bar da Condor, em Belém do Pará.

Boa leitura!

Jonas Banhos


BAR DA CONDOR
Salomão Larêdo
 

Memória do PALÁCIO DOS BARES – em Belém, décadas de 1940/1950/1960/1970 (em 1979, a noite, houve um incêndio dentro do bar na ocasião em que o cineasta Cacá Diegues filmava o famoso“By,By, Brasil”) recanto encantado da cidade morena, às margens do lendário Rio Guamá – praça Princesa Isabel – Belém – Pará, puro romantismo, era o point cult da cidade. São 49 depoimentos dos que frequentaram esse local de muitas recordações. Nessa área havia ainda o Bar São Jorge.


O Relações Públicas do Palácio dos Bares era o famoso Erasto Banhos,o famoso palhaço Alecrim da Beira D’água na Tv Marajoara Canal 2 e anunciava os que estavam amesendados e faziam enorme derrame de cerrrrrrveja e lá se apresentavam os melhores artistas que passavam por Belém, além de ser um restaurante com as melhores iguarias sob o comando de João de Barros. Lembra? O livro PALÁCIO DOS BARES está à disposição na Livraria da Fox – Trav. Dr. Moraes – Batista Campos. São 550 páginas de pura recordação, sobretudo nesta linda noite de sábado!!!. Vá correndo amanhã, domingo, adquirir o seu, pois a livraria funciona o dia de 9 às 22hs.

 

fonte:

http://slaredo.blogspot.com.br/2012/11/bar-da-condor_19.html